Notícias

13 Novembro 2018

Ecumenismo: na Alemanha, frades se reúnem para o encontro “Pró-Diálogo”

Escrito por  OFMConv-Notícias

Entre os dias 5 e 9 deste mês, dez frades vindos da Itália, Malta, França, Turquia e Alemanha se reuniram no convento da cidade de Schwarzenberg (Ale) para marcar o encontro “Pró Diálogo”, a nona reunião organizada pelo Delegado Geral para o Ecumenismo e Diálogo inter-religioso (EDI). O tema do encontro preparado pelo Frei Slvestru Bejan, o Diretor do Centro Internacional Franciscano do Diálogo de Assis (CEFID), foi "Rotas do diálogo entre católicos e cristãos da reforma”.

A reunião foi assistida pelo Assistente Geral da Federação da Europa Central (CEF), o Frei Miljenko Hontić (OFMConv). Na terça-feira, 06, o Frei Heinz-Meinolf Stamm (OFM) foi o primeiro a falar e, em sua apresentação, tratou sobre "Martin Luther e sua teologia". O orador citou as Willibrands cardeais que, em frente à Federação Luterana Mundial no ano de 1970, ele chamou Luther "Doutor comum de fé e amor". O Frei Stamm também afirmou, "Hoje, mesmo os protestantes admitem que Lutero nunca foi um protestante, mas até a morte Católica, que a Igreja Luterana não mostra realmente sucesso, mas o fracasso da reforma", disse o religioso.

No mesmo dia, o Frei Silvestru Bejan apresentou um relatório dividido em quatro partes: 1 - Francisco sim. Francisco não. Francisco de Assis e Martin Luther; 2 - As Ordens Franciscanas antes da Reforma no início do século XVI: um polimorfismo de atitudes e respostas; 3 - Reescritas franciscanas entre os séculos XIX e XX; e 4 - Assis, cidade do bem-aventurado luterano. Após o discurso do irmão Bejan, os participantes se encontraram com o Professor Joachim Roth, um pároco protestante na cidade de Scheinfeld, onde também visitaram sua igreja paroquial. Foi uma ocasião para que todos fizessem várias perguntas com o objetivo de verificar o que ouviram durante a manhã.

Já na quarta-feira, 07, foi a vez de duas importantes visitas à cidade de Nuremberg. Lá, todos estiveram na Academia CPH da diocese de Bamberg, onde o especialista em exegese do Novo Testamento, Dr. Claudio Ttl, explicou sobre como a freira Ir. Caritas Pirckheimer (1467-1532), uma alemã religiosa clarissa que, persistentemente, se opôs a Martin Luther sobre a reforma dos mosteiros católicos. A segunda visita aconteceu na Academia Protestante de Nuremberg, onde o Dr. Ekkehard Wolleben, pároco e reitor da Academia, falou das atividades ecumênicas que ocorrem no campus e a colaboração entre católicos e protestantes no diálogo inter-religioso.

 

O último dia do encontro teve a manhã marcada pela partilha fraterna sobre o compromisso de dialogar e planejar o trabalho e as atividades para o futuro. À tarde, os participantes foram ao Mosteiro Protestante em Schwanberg. Lá, se reuniram com Ir. Katharina-Susanne Schulz (CCR.), uma freira beneditina evangélica. Durante diálogo com a Irmã, foi possível compreender que, embora em teoria a denominação evangélica (Luterana) não admite os votos solenes da vida religiosa, as freiras basicamente vivem os votos de acordo com a Regra de São Bento.

A última visita foi à uma igreja "privada", a Licht auf unserm Weg (Luz em nosso caminho). O local é usado para trabalhos católicas e serviços luteranos e nele, os frades de Schwarzenberg colaboram com o dono da igreja. A visita terminou com a oração das Vésperas. Os participantes retornaram aos seus conventos na sexta-feira, 9 de novembro.

 

Traduzido e adaptado de: OFMConv.net. Autor original: Frei Silvestru Bejan.

Mais nesta categoria:

Artigos

Ver todos os artigos
© 2018 Ordem dos Frades Menores. Todos os direitos reservados

 
Fale conosco
curia@franciscano.org.br