Notícias

05 Julho 2019

Está acontecendo em Manaus: Fórum Franciscano Para o Sínodo Pan-Amazônico

Escrito por  OFMConv-Notícias

Desde quinta-feira (04) e a até sábado (06), cerca de 160 frades, freiras, leigos e leigas franciscanas de todo o Brasil estão em Manaus para a realização do Fórum Franciscano para o Sínodo Pan-Amazônico. O evento está acontecendo no Centro Arquidiocesano São José e tem como tema “Perspectivas e desafios para a Conferência da Família Franciscana do Brasil”. 

 

Ontem foi realizada pelo Frei Luiz Carlos Susin (OFMCap.) a conferência "Vivemos no "moneyteismo". Em apropriação... O dinheiro não vale nada, mas compra tudo". O Frei João Messias (OFM) testemunhou sua vivência com os Munduruku. Uma Experiência missionária na Prelazia de Itaituba com mais de 58 comunidades indígenas que vivem com relação de pertença com a Floresta, mas ameaçados pela extração de minérios e outros impactos socioambiental.

 

Em seguida, a Irmã Clarice Barri, Catequista Franciscana, falou sobre Mobilidade Humana em Assis. Área de Fronteira entre Brasil, Bolívia e Peru. Foram expostas o diagnóstico social, econômico e religioso. Diálogo, Sincretismos e Intercâmbio. No encerramento do primeiro dia, teve uma apresentação de dança e teatro com a temática regional. 

 

 

Hoje, o Frei Atílio Batistuz (OFM) apresentou sobre a "Mística e Profecia Franciscana", na qual questionou ao público "se a Amazônia perecer, todos nós pereceremos. Mas ela irá se reconstituir um dia. E nós?". Logo após, foi a vez do Frei Florêncio Vaz (OFM) falar sobre a "Ecologia Integral Franciscana". De sua apresentação pode se destacar a afirmação "Os encantados existem. A terra sem males, existe". 

 

Representando a Federação das Organizações do Rio Negro (FOIR), a Dona Almerinda deixou o seu testemunho, "sobre o povo indígena, quem sabe é o Índio... Nossa relação com a terra é totalmente diferente, há amor, há pertença, há identidade, há cultura", disse ela. 

 

O senhor Tanabe (OFS Roraima) tratou da "Micro/Macro/Cosmovisão: Como percebemos a vida?". Nela, ele afirmou que é preciso "encontrar novos caminhos para a Amazônia sem esquecer os passos que já foram dados para desconstruir e construir de modo coerente".

 

"Sobre o povo indígena quem sabe é o índio", disse Dona Almerinda. 

 

O objetivo principal do Fórum é conduzir os franciscanos e franciscanas a voltarem o olhar e o coração aos apelos do Papa Francisco através de sua convocação para o Sínodo Pan-Amazônico. 

 

Acompanhe a cobertura ao vivo do Fórum na página da CFFB, clique aqui

 

 

Mais nesta categoria:

Artigos

Ver todos os artigos
© 2018 Ordem dos Frades Menores. Todos os direitos reservados

 
Fale conosco
curia@franciscano.org.br