Notícias

16 Julho 2018

Confira a cobertura completa do Encontro de Guardiães, realizado entre os dias 02 e 06 de julho no CFEC, em Brasília

Escrito por  OFMConv-Notícias

Entre os dias 02 e 06 de julho, no Centro Franciscano de Evangelização e Cultura (CFEC), em Brasília, foi celebrado o Encontro dos Guardiães. A reunião, que tem como tema “O guardião e a formação permanente: o acompanhamento da vida fraterna”, conta com a participação dos Guardiães, Delegados Conventuais e de Missão, Formadores e Diretores de obras provinciais. 

Foram cinco dias de reflexões e debates em torno da realidade atual dos conventos e obras franciscanas. Esteve presente no encontro, Frei Carlos Trovarelli, o assistente geral da Federação dos Frades Menores Conventuais da América Latina e Caribe, a FALC e assessoria ficou por conta do Frei Ederson Queiroz (OFMCap).

O Encontro de Guardiães aconteceu em detrimento ao que é indicado nos Estatutos Gerais, Título VII, n. 163/2009, que diz: pelo menos uma vez por ano, o Ministro Provincial organize um encontro com os guardiães, para que eles tenham a possibilidade de estudar os problemas da Província e ter um oportuno intercâmbio de informações e de experiências. Analogamente, faça o Custódio Geral e provincial. 

Frei Marcelo durante sua apresentação sobre a contextualização acerca dos principais dados da Província.

 

1º Dia

No primeiro dia da assembleia, 02, o provincial Frei Marcelo Veronez expos os principais dados e números da Província para que todos pudessem ter uma noção das configurações atuais do serviço franciscano. Em seguida, Frei Ederson apresentou a conferência “Análise de Conjuntura dos Nossos Conventos Hoje”, em que tratou das características do franciscanismo em um mundo em constante transformação, baseando-se em 5 pontos principais: condados franciscanos, fé, fraternidade, minoridade e estrutura clerical. 

Cada um dos pontos foi aprofundado e detalhado na apresentação. Sobre a relevância deste tema, o assessor do encontro comenta, “Os guardiães são os primeiros animadores da vida fraterna, portanto, da vida consagrada e dos frades confiados a eles”, disse. 

Frei Éderson Queiroz (OFMCap) fez uma análise de conjuntura dos conventos atualmente. 

2º Dia

Na terça-feira, 03, o assessor ministrou sobre a “A comunidade de Jesus: ressonância em nossa vida”, falando de Cristo como o animador dos 12 apóstolos, em que, assim como os franciscanos, a fraternidade e a humildade eram o pilar daquela união. E, como Ele, assim os frades devem ser: amar e respeitar o irmão em todas as suas características e particularidades. Exemplificando melhor este argumento na vida religiosa conventual, Frei Ederson explicou a Comunidade de Cristo, “Parece que o Senhor quis reunir em torno de si, um grupo de pessoas tão diferentes na sua maneira de ser e pensar, sentir e atuar. Isso é o retrato das nossas realidades”, afirmou.

No período da tarde, o frade capuchinho expôs aos participantes a conferência “O guardião e a espiritualidade franciscana”, em que fez um destaque maior para o diálogo. Assim, ele mesmo explana, “(o diálogo) é fundamental! Porque ele vai aproximar corações, possibilitar a construção de pontes e superar conflitos e divisões”, disse. 

Frades durante o segundo dia de conferências.

 

 3º Dia

Continuando as atividades, na quarta-feira, 04, Frei Ederson apresentou a conferência sobre “A Autoridade na vida religiosa Consagrada”, refletindo o exemplo da humildade de Jesus para com os doze, refletindo aqui nas vezes em que Ele agia com mansidão e nas vezes em que precisava ser mais rígido, mas sempre com humildade, pois servia por Amor. 

No período tarde, os freis se dividiram em cinco grupos para debater todo o conteúdo que fora apresentado até aqui e co-relacioná-lo com a sua rotina religiosa. Para cada grupo fora nomeado um secretário que ficaria responsável por registrar o que estava sendo discutido e apresentar as propostas ou questionamentos perante os outros participantes na manhã de sexta-feira, 06. 

Os freis dividiram-se em grupos para discutir as conferências e depois partilhar do tema em cada uma de suas rotinas.

 

 4º Dia

No penúltimo dia do encontro, 05, A Irmã Maria Vanderlane, especialista em Comunicação Católica, apresentou aos freis a conferência "Comunicação e Magistério da Igreja na era digital". Em que tratou sobre como os religiosos e as religiosas podem se adequar à realidade da internet utilizando todas as suas vantagens e se atentando ao cuidado com possíveis equívocos. “Precisamos nos reinventar. Se alguns anos atrás nós tínhamos algumas formas de anunciar Jesus Cristo, hoje, outras formas exigem de nós buscarmos outros meios. Atualmente, para viver a sua fé, as pessoas não precisam mais somente do espaço físico. Existem sites onde elas podem se confessar, rezar o terço com uma comunidade virtual ou ascender a sua vela da fé”, contou a irmã. 

Durante a sua exposição, Vanderlane chamou a atenção dos frades sobre a própria documentação do Vaticano sobre a Comunicação que pode ser utilizada como um norte para se compreender a cultura digital, “a Comunicação não é somente uma ferramenta, ela é todo um ambiente no qual estamos inseridos. Então, mais do que o que e como vamos fazer, é como vamos nos posicionar”, explicou ela.

A Ir. Maria Vanderlane é especialista em Comunicação Católica e falou aos frades sobre a importância de se entender a cultura digital para anunciar a Jesus através dos meios acessados pelos fiéis e pelas fiéis.

 

Às 11h30, foi celebrada uma Santa Missa em Ação de Graças ao aniversário natalício do Frei Marcelo Veronez, sendo presidida pelo mesmo e co-celebrada pelos Freis Luís Felipe Marques e Hoslan Alencar. Durante a Homilia, o Frei Hoslan homenageou o aniversariante pelo trabalho que tem realizado em toda a província, utilizando a palavra "maestria" para se referir à atuação do provincial em sua postura de reconciliação e fraternidade. Nos avisos, o Frei Rafael Normando também agradeceu ao aniversariante por sua eficácia em aprimorar cada vez mais a coordenação da Província em todas as suas áreas. Após a partilha de um almoço fraterno, a tarde foi dedicada ao lazer, descanso e reflexão.

Ainda no penúltimo dia do encontro, foi celebrada a Santa Missa em Ação de Graças ao aniversário natalício do Frei Marcelo Veronez. Na ocasião, o provincial foi homenageando por seus irmãos.

 

 5º Dia 

Na manhã da sexta-feira, 06, os Guardiães, Delegados Conventuais e de Missão, Formadores e Diretores de obras provinciais, apresentaram os principais pontos abordados em cada grupo nas atividades realizadas na tarde da última quarta-feira, 04, quando se reuniram para debater todo o conteúdo apresentado durante as conferências. 

O Frei Ederson Queiroz (OFMCap), assessor do encontro, falou sobre o que foi apontado pelos frades trazendo à luz sobre os questionamentos com base nos 05 verbos inspirados nos Discípulos de Emaús que iluminam o caminho espiritual dos guardiães. 

Já o Frei Carlos Trovarelli também assessorou o encontro e fez uma síntese aos participantes sobre os critérios que a ordem exige dos guardiães, com ênfase para a transparência na mensagem do evangelho, em ações que visam o crescimento em identidade carismática e a busca pela unidade na Missão. Ao final, o Frei Marcelo Veronez falou sobre a sua experiência com cada um dos frades em sua atuação como provincial, pedindo a eles que tenham na identificação fraterna, a base para manter a união da Província, do carisma franciscano e da Igreja. 

Além da formação permanente, boa parte dos debates do Encontro foram centrados na importância da fraternidade e do respeito à humanidade de cada um dos frades.

 

 Confira, em vídeo, a cobertura completa do Encontro com entrevistas exclusivas! Veja mais fotos na galeria. 

Mídia

Edição, imagens e reportagem: Mateus Lincoln.
Mais nesta categoria:

Artigos

Ver todos os artigos
© 2018 Ordem dos Frades Menores. Todos os direitos reservados

 
Fale conosco
curia@franciscano.org.br