Notícias

Frei Carlos Trovarelli, assistente geral da FALC, realizou visitas canônicas às Casas de Formação Franciscanas

03 Julho 2018 Escrito por  OFMConv-Notícias

Casa de Formação São Francisco de Assis

Na última sexta-feira, 30, o Frei Carlos Trovarelli, assistente geral da Federação dos Frades Menores Conventuais da América Latina e Caribe (FALC), esteve presente na Casa de Formação São Francisco de Assis, em Brasília. Sua presença fraterna foi ocasião de muita alegria, manifestada nos diversos momentos que o encontro propôs.

Ainda pela manhã, os confrades dos conventos vizinhos, São Francisco e de São Boaventura, dirigiram-se à Casa de Formação para a celebração da Santa Missa na Capela São Francisco de Assis. Em sua homilia, Frei Carlos ressaltava a importância de nos assemelharmos à atitude curativa de Jesus, expressa no evangelho do dia (cf. Mt 8, 5-17). Segundo ele, as curas que Jesus realiza têm seu sentido pedagógico na medida em que nos mostra como devemos ser “portadores da cura”, isto é, homens e mulheres que sejam sinais da sadia vida evangélica em nossos contextos. Se podemos encontrar em Jesus a cura de nossas mazelas, como seus discípulos também devemos imitá-Lo em sua postura de restauração das relações. Isso se evidencia, sobretudo, em nossa profissão religiosa, uma vez que Francisco de Assis é, de fato, um homem que se deixa ser curado e sempre se põe em vias de irradiar esta cura.

Ademais, durante este dia, frei Carlos ainda se reuniu com os frades professos em momentos de partilha em grupos. Com cada turma, foi proposto um diálogo de comunhão de experiências, de fraternidade e de mútuo aprendizado. Tendo por eixo norteador a perspectiva da formação, os frades puderam relatar experiências de seu processo formativo, sanar possíveis dúvidas e ainda propor sugestões de crescimento frente aos desafios dos nossos dias. Sempre atento, frei Carlos conduziu cada diálogo com especial solicitude.

O Frei Carlos destacou em sua homilia como devemos ser "portadores da cura de Jesus".

 

No encontro com o formador, frei Luís Felipe, ao ser perguntado sobre a perspectiva da Ordem quanto à formação inicial, ele respondeu que a formação na Ordem deve ir “contra” o clericalismo, no qual os frades se sentem mais importantes e cheios de privilégios, e deve favorecer sempre uma abertura ao novo e à missão e, sobretudo, a interculturalidade entre as províncias, casas de formação e frades. Deste modo, sua visita fraterna foi uma valiosa oportunidade de aprofundamento vocacional, em muito contribuindo para que, curados, possamos manifestar pelo testemunho franciscano esta mesma salvação.

Trovarelli está realizando uma visita canônica na Província São Maximiliano Kolbe desde a última quarta-feira, 27 de junho. Ficará aqui até a próxima sexta, 06, para participar do Encontro de Guardiães no Centro Franciscano de Evangelização e Cultura (CFEC). Veja mais fotos na galeria!

 

Casa de Formação Santa Maria dos Anjos 

Da manhã da última quarta-feira, 27 de junho, até a manhã do dia seguinte, 28, o Frei Carlos Trovarelli, assistente geral da Federação dos Frades Menores Conventuais da América Latina e Caribe (FALC), realizou uma visita canônica à Casa de Formação Santa Maria dos Anjos, em Santa Maria (DF). A visita do Frei Carlos foi marcada por momentos fraternos, em que partilhamos da vida pessoal, fraterna, e espiritual, culminando com a partilha da mesa da palavra, da Eucaristia, e do pão de cada dia, alimento corporal.

No primeiro dia de sua visita, Frei Carlos chegou à casa justamente em dia de jogo da seleção brasileira na copa do mundo. Num momento de fraternidade, assistiu à partida juntamente dos pré-noviços e compartilhou com eles um lanche. No mesmo dia, celebrou uma Santa Missa na capela da Casa de Formação e, em sua homilia, ele destacou, “Os estudos são importantes, mas, por vezes, não terá relevância maior do que a fraternidade, a união e o amor”. E é este Amor que move a fraternidade da qual Francisco de Assis falou. O frei relembrou ainda que sempre é preciso retornar ao ponto de partida para, novamente, compreender o que Deus quer de nós e assim, buscarmos todos os dias, este Amor.

Frei Carlos Trovarelli junto dos pré-noviços da Casa de Formação Santa Maria dos Anjos.

 

A vocação Franciscana é um chamamento para se viver o Evangelho em comunhão fraterna. Na perspectiva franciscana, e no seu existencialismo, esta comunhão, se dá por meio da relação materno fraterno, isto é, a relação do cuidado, cada frade é responsável um pelo outro. Frei Givaldo Batista, Guardião da Casa de Formação, comentou, “A visita do Assistente Geral significa isso, a expressão da comunhão fraterna, entre o Ministro geral e os frades”, disse. Veja mais fotos na galeria!

 

Colaborou: Mayke Everson. 

Mais nesta categoria:

Contato

ORDEM DOS FRADES MENORES CONVENTUAIS