Notícias

21 Novembro 2018

Frades encerraram ontem (20), a Visita Canônica à Juruá (AM)

Escrito por  OFMConv-Notícias

Na cidade de Juruá (AM) desde a última sexta-feira (16), o Vigário Geral, Frei Jerzy Norel (OFMConv.), acompanhado pelo provincial, Frei Marcelo Veronez (OFMConv.) e pelo assistente geral da Federação da América-Latina e Caribe (FALC), Frei Carlos Trovarelli (OFMConv.), encerrou ontem (20), a sua Visita Canônica na região (confira as atividades realizadas em terras juruaenses clicando aqui). Os religiosos chegaram hoje (21) à cidade de Tefé (AM) para a segunda parte da Visita Canônica aos trabalhos franciscanos conventuais na Missão Amazônia.

Com objetivo de compreender a realidade da evangelização na região amazônica e também de inteirar-se da atuação na Missão Amazônia, com destaque especial à obra e memória de Dom Frei Agostinho, os visitadores passaram cinco dias em Juruá. Durante este período, os religiosos conheceram algumas das comunidades ribeirinhas locais e participaram de algumas celebrações.

Na manhã de segunda-feira (19), para os últimos compromissos, os visitadores se reuniram com missionários locais, Freis Flávio (OFMConv.) e Mário Pruszak (OFMConv.). No período da tarde, acompanhados dos jovens e das jovens paroquianas, os religiosos foram a um igarapé nas localidades de Juruá. À noite, os frades celebraram a Santa Missa de despedida na Paróquia Nossa Senhora de Fátima.


Visitadores canônicos e Freis Flávio Amorim (OFMConv.) e Mário Pruszak (OFMConv.) se despedem em frente ao túmulo de Dom Frei Agostinho.

 

A visita foi encerrada ontem (20) da mesma forma que havia sido iniciada: diante do túmulo de Dom Frei Agostinho. Ocasião em que os visitadores foram presenteados com um remo, que é o símbolo dos povos indígenas e ribeirinhos da região, “entregamos o presente não apenas como forma de agradecimento, mas também de lembrança. Porque é no rio que acontece o caminho para a missão e para a evangelização na Amazônia”, afirmou Frei Flávio, o delegado provincial de Missão.

O local de recepção e despedida sendo no túmulo do Cavaleiro da Imaculada também tem o seu significado, como explica Frei Flávio, “eu sempre falei aos visitadores que Dom Frei Agostinho, foi quem iniciou a missão e que até hoje continua sendo a nossa inspiração. Iniciar e encerrar a visita ali era muito significativo tanto para pedir a esse grande apóstolo que olhasse por nós quanto para agradecer pela sua coragem em vir para o Brasil e, depois, para o interior da Amazônia espalhar o carisma franciscano conventual”, relatou ele.

 

Tefé

Os visitadores chegaram ontem (20) à cidade de Tefé. Lá, foram recepcionados pelos frades da Casa de Missão Santo Antônio de Pádua (AM), os Freis José Adriano (OFMConv.) e Vogran Leluia (OFMConv). Hoje, o Bispo da Prelazia de Tefé, Dom Fernando Barbosa (CM) se reuniu com o Vigário Geral, o assistente geral da FALC e o Ministro Provincial. Logo mais, ainda nesta tarde, os religiosos conhecerão comunidades localizadas no interior da floresta amazônica.

Visitadores canônicos se reúnem com Dom Fernando, Bispo da Prelazia de Tefé.

Ajude a Missão em Tefé

Os frades precisam de sua ajuda para as obras na Casa de Missão em Tefé (confira aqui e aqui também). Você pode colaborar com qualquer quantia. Quaisquer dúvidas ou informações, entre em contato com o Frei José Adriano (OFMConv).

Seguem os dados da conta:

Fundo Missionário ou Missão Kolbe

Banco do Brasil

Agência: 0452-9

Conta Corrente: 35820-7

CNPJ: 02501906/0001-15

Veja mais fotos na galeria!

Mais nesta categoria:

Artigos

Ver todos os artigos
© 2018 Ordem dos Frades Menores. Todos os direitos reservados

 
Fale conosco
curia@franciscano.org.br